51 3012.3203

Dinheiro

Sobre o Sem Preço

Será mesmo que o dinheiro precisa ser o fio condutor de nossas relações? Dinheiro tem um significado diferente para pessoas diferentes em momentos e situações diferentes. Não é sempre igual. Só podemos estabelecer confiança quando definimos o preço a ser pago por algo ou alguém?

A proposta do sem preço é estimular a reflexão e consolidar nossas relações em processos de generosidade, corresponsabilidade, desapego, prática de apoio mútuo e proporcionar equilíbrio possibilitando o acesso ao maior número de pessoas possível.

No sem preço você paga o quanto achar justo pela comida, bebida, serviço e tua experiência com nosso espaço e nosso projeto, bem como com quanto o teu momento de vida proporciona.

A que(m) serve nosso tempo de vida?

“Quando compramos algo, não pagamos com dinheiro. Pagamos com o tempo de vida que tivemos de gastar para ter aquele dinheiro. Mas tem um detalhe: tudo se compra, menos a vida. A vida se gasta. E é lamentável desperdiçar a vida para perder a liberdade.” Pepe Mujica

Quando você paga algo com cartão de débito ou crédito, uma grande corporação financeira está arrecadando com essa transação. Valores que nem sempre temos conhecimento. Nós acreditamos nas relações diretas e em pequenas redes de apoio mútuo. É muito importante que a nossa refeição seja acessível. O uso do cartão, além de alimentar um sistema opressor que incentiva o endividamento, encareceria o nosso custo final. Não queremos precisar trabalhar mais para pagar taxas e juros, tampouco que você tenha de dedicar mais tempo da sua vida para arcar com esses custos.

* * *

Apresentamos a estruturação e a destinação do dinheiro e gráficos e relatórios de metas atingidas:

* * *