51 3012.3203

Sobre

Somos o Coletivo Germina. Nos unimos na luta pela libertação animal e pela libertação humana. Nos reconhecemos como um espaço libertário, anti-capitalista e anti-especista.

Nossos tempos exigem cooperação, coragem, dedicação. Não há outra maneira de transformar que não pelo amor ao que se faz, pela autodeterminação e pela autonomia. É preciso forjar oportunidades e disseminá-las. Para nós não é possível ou funcional uma sociedade que fecha ou abre as portas considerando a origem, etnia, gênero, orientação sexual ou quanto de dinheiro uma pessoa possui.

Entendemos que se não criarmos redes consolidadas de apoio mútuo, compreendendo as necessidades individuais e coletivas, não há presente e por consequência não haverá futuro possível. Nosso espaço é instrumento para dar forma às nossas utopias e é aberto a todas as pessoas, iniciativas e movimentos que queiram vivenciar maneiras libertárias de se relacionar rompendo com os modelos padronizados que são vendidos na tentativa de condicionar a humanidade nesse processo de exacerbação do individualismo e do consumismo.

Em momentos de crise e dificuldades, experienciamos que expandir é (quase) sempre melhor do que retrair. Nada do que fazemos, fazemos sozinhas. Nos fortalecemos na nossa diversidade e nos conectamos na motivação de transformar a partir das nossas realidades e nossas atitudes. Nos organizamos de maneira horizontal e nossas decisões são baseadas no consenso. Todas nós somos corresponsáveis pela manutenção do espaço que abriga o Germina e temos nessa ação de vida nossa única ou principal fonte de renda.

Juntas seguimos fazendo o que amamos, o que faz sentindo e o que nos move para (r)existirmos e persistirmos em plenitude. Amar e mudar as coisas nos interessa mais.

Coletivo Germina é Alan Chaves, Amandha Santos, Bianca Rabello, Daniel Silva, Kady Pereira, Marci Minella e nossa linda e pulsante rede de apoio.